François Couperin – O músico do Rei Sol Louis XIV !!! Por Bruno Lomonaco / professor de piano e estudioso de regência orquestral. Cel para aulas : 11 98236-4340 • O Barroco: a glória do Ocidente Quem nunca se encantou ao passear pelos deslumbrantes aposentos do Palácio de Versailles? Ou não se emocionou ao ouvir um dos belos concertos de Vivaldi? Ou que não conheça algum dos populares temas de Bach, como sua “Tocatta e Fuga em ré menor”? Todas estas obras primas da arquitetura e da música são fruto de uma época interessantíssima da história, marcada pela efervescência cultural, consolidação das monarquias absolutistas e o auge do colonialismo europeu. O chamado período barroco – palavra de origem (curiosamente) portuguesa, significando “pérola irregular” – é comumente delimitado entre os anos de 1600 a 1750 (ano da morte de Bach). Em relação à música, seus principais estilos foram o italiano, francês e alemão. Para a edição de hoje, escolhi aquele que considero ser o mais belo e majestoso Prelúdio para cravo (No. 5, em Si bemol) de François Couperin (1668-1733)- que veio de uma família igualmente musical e talentosa. Couperin trabalhou para o Rei Sol – Louis XIV (1638-1715), contribuindo para e testemunhando o auge do esplendor de sua corte. #music #piano #barroco #barroque #louisxiv #roisoleil #reisol #musicaerudita #couperin #francoiscouperin

François Couperin - O músico do Rei Sol Louis XIV !!! Por Bruno Lomonaco / professor de piano e estudioso de regência orquestral. Cel para aulas : 11 98236-4340
• O Barroco: a glória do Ocidente 
Quem nunca se encantou ao passear pelos deslumbrantes aposentos do Palácio de Versailles? Ou não se emocionou ao ouvir um dos belos concertos de Vivaldi?

Ou que não conheça algum dos populares temas de Bach, como sua “Tocatta e Fuga em ré menor”? Todas estas obras primas da arquitetura e da música são fruto de uma época interessantíssima da história, marcada pela efervescência cultural, consolidação das monarquias absolutistas e o auge do colonialismo europeu.

O chamado período barroco - palavra de origem (curiosamente) portuguesa, significando “pérola irregular” - é comumente delimitado entre os anos de 1600 a 1750 (ano da morte de Bach). Em relação à música, seus principais estilos foram o italiano, francês e alemão.

Para a edição de hoje, escolhi aquele que considero ser o mais belo e majestoso Prelúdio para cravo (No. 5, em Si bemol) de François Couperin (1668-1733)- que veio de uma família igualmente musical e talentosa.

Couperin trabalhou para o Rei Sol - Louis XIV (1638-1715), contribuindo para e testemunhando o auge do esplendor de sua corte.

Queridíssimos apresento a coluna quinzenal “MINUTO VIRTUOSO “ sobre música erudita comentada e magicamente tocada por Bruno Lomonaco. Bruno é professor de piano e estudioso de regência orquestral. Boa leitura e BOA MÚSICA ! • MINUTO VIRTUOSO POR BRUNO LOMONACO : A edição inaugural do exclusivo “MINUTO VIRTUOSO “ – traz a peça que abre a série dos 21 noturnos escritos pelo compositor franco-polonês Fréderic Chopin, que nasceu em Varsóvia em 1810 e faleceu precocemente na Paris de 1849. Talvez Chopin seja um dos autores mais queridos de todo o público, encantando gerações até hoje com sua música expressiva e romântica. Seu estilo inconfundivel e refinado – aliado à técnica virtuosística – logo se converteu em febre na sociedade parisiense, tornando internacionalmente famoso o jovem pianista que chegou à capital francesa em 1829, com então 19 anos. Acima, a minha interpretação do Noturno no. 1, em Si bemol menor, op. 9/1. #minuto #video #play #musicaerudita #instamusic #piano #chopin #virtuoso #enjoy #culturamusical • Aulas com o Professor Bruno Lomonaco podem ser marcadas pelo cel. 11 98236-4340

Queridíssimos apresento a coluna quinzenal “MINUTO VIRTUOSO “ sobre música erudita comentada e magicamente tocada por 
Bruno Lomonaco. Bruno é 
professor de piano e estudioso de regência orquestral. Boa leitura e BOA MÚSICA ! • MINUTO VIRTUOSO POR BRUNO LOMONACO :  A edição inaugural do exclusivo “MINUTO VIRTUOSO “ - traz a peça que abre a série dos 21 noturnos escritos pelo compositor franco-polonês Fréderic Chopin, que nasceu em Varsóvia em 1810 e faleceu precocemente na Paris de 1849.
Talvez Chopin seja um dos autores mais queridos de todo o público, encantando gerações até hoje com sua música expressiva e romântica.
Seu estilo inconfundivel e refinado - aliado à técnica virtuosística - logo se converteu em febre na sociedade parisiense, tornando internacionalmente famoso o jovem pianista que chegou à capital francesa em 1829, com então 19 anos.
Acima,  a minha interpretação do Noturno no. 1, em Si bemol menor, op. 9/1. • Aulas com o Professor Bruno Lomonaco podem ser marcadas pelo cel. 11 98236-4340