+ THE BEST OF TEFAF NY SPRING

Segue mais uma seleção do melhor da TEFAF NY Spring 

Par de banquetas de Marc du Plantier

OP Art da artista Bridget Riley

Obra de Donald Judd

Poltrona Marc Newson na Carpenters Gallery

 Nesting tables suecas, 1932 design Nils Fougstedt. Galeria Modernity

Par de tocheiros de bronze, Armand Albert Rateau . DeLorenzo Gallery


Mesa-console de Nero Marchina, design Pierre Charpin. Galerie Kreo 


Robert Indiana.Galerie Gmurzynska

TEFAF NY SPRING 2017

MIND SET


A TEFAF ( The European Fine Arts Fair ) prima pela qualidade excepcional tanto em sua tradicional edição anual em Maastricht quanto nas duas edições em NY. A primeira delas em terras do tio Sam aconteceu em outubro do ano passado e agora durante a primeira semana de maio, dedicou sua edição de Primavera a arte moderna e contemporânea, incluindo mobiliário seculos XX e XXI, estes dois para mim quando bem dosados são o supra-sumo atual do super luxo. O bom mobiliário do século passado chega a cifras altíssimas, superando muitas vezes os valores de peças antigas européias do dix-huitième por exemplo. A feira, instalada no Armory Center em plena Park Avenue, atraiu a vizinhança local que não apenas coleciona o que é bom mas valoriza a qualidade. Já no primeiro dia de abertura para convidados especiais, o público selecionadíssimo imprime o tom da feira, muito diferente das outras mais comerciais ou ao menos não tão especiais. Chego as 11:00 horas em ponto e dou de cara com o lindo bonequinho Anderson Cooper escoltado pelo boyfriend. Mais alguns passos e capto a presença não tão discreta de Marc Jacobs interessadíssimo em mobiliário francês dos anos 30 e obras de artistas contemporâneos apresentados pela Galerie Perrotin entre outras. Valentino também foi conferir de perto a TEFAF NY Spring. A galeria Di Donna apresentou raras peças surrealistas como o telefone-lagosta de Salvador Dali criado em 1936 para o poeta inglês Edward James. Já a Benjamin & Gomide, primeira galeria brasileira a participar, levou poucas mas excelentes obras de Sergio Camargo, Myra Schendel, Aluisio Carvão e Lygia Clark. Seu score? 4 obras vendidas a partir de por U$ 90 mil a mais affordable. Entre uma apresentação e outra certo decorador local chega até mim e se apresenta para elogiar meu estilo e tal e dizer que ama o look da minha casa, já publicada na Elle Decor US. Bom para quem até então estava mais para observar os visitantes, passei para o lado dos observados. Rodman Primack , diretor da feira Design Miami, Mitchell Owens responsável pelo estilo da revista AD americana e o grande decorador francês Jacques Grange mostram-se atentos a cada peça e eu mais ainda e de olhos bem abertos para captar diversidades, curiosidades e novidades. Um conjunto de sofá e duas poltronas revestidos de pele de vaca azul claro acinzentado de Pierre Jeanneret me chama a atenção. No stand DeLorenzo, um dos maiores galeristas de NY dedicado ao Art Deco francês, fico de queixo caído por um grande cabinet de ébano com detalhes de bronze ( U$ 475 mil) de Eugene Printz, um dos designers da década de 40 que mais admiro. Uma poltrona de bronze de Armand Albert Rateau e um par de tocheiro criado nos anos 1920 para a família Guinle me faz lembrar o quanto o Brasil já foi chic e conectado com o que existia de melhor e mais exclusivo. Visitar a Tefaf em Maastricht ou em NY é obrigatório para quem tem o bolso cheio afinal ter não é ser. Cultura e informação são a maior riqueza que alguém pode adquirir e estas não sofrem oscilações, ao contrário só multiplicam. Os hollywoodianos Steve Martin, Susan Sarandon, Harrison Ford e Leonardo di Caprio puderam ver e ser vistos com tranquilidade sem o frenesi dos fãs, afinal ali todo mundo é alguém, ou pelo menos interpreta o personagem muito bem. Convido os brasileiros a fazerem um tour na próxima edição da TEFAF NY em outubro. Garanto que descobrirão um novo mundo para apreciar, investir e aprender tim tim por tim tim.Conhecimento vale ouro para mim ! www.tefaf.com


Bureau de nogueira e detalhes de madrepéprola, circa 1925, Émille-Jacques Ruhlmann considerado o imperador mór do Art Deco. Galeria DeLorenzo. U$ 475,000.00


Acima, cabinet de ébano do Gabão e detalhes de bronze, circa 1935, Eugene Printz. Galeria DeLorenzo. U$ 475,000.00

Abaixo 5 peças assinadíssimas revelam a tendência mais resistente do momento : WOOD WONDERLAND! A madeira castanho médio dá o tom.

Mesa escultural de Charlotte Perriand e Alexandre Noll. Magen H Gallery

Par de poltronas Jean Prouvé, 1948. Galeria Vintage 20

Cabinet Alexandre Noll, 1950. DeLorenzo


Par de cabinets suecos, design Carl Bergsten, 1924. Galeria Hostler Burrows


Banqueta numerada e assinada Jean-Michel Frank. Galeria L’Arc en Seine


O sofá Ours Polaire design Jean Royère 1950, que considero o “sentar” mais caro do mundo, foi vendido pela Falerie Laffanour 48 horas da abertura oficial da TEFAF. O cliente deve ter o derrière virado para a lua.

Luminária de parede, circa 1950, Serge Mouille. Galeria Laffanour-Downtown

Untitled, de Sergio Camargo, em torno de U$ 460,000.00. Galeria Bergamin & Gomide

Sofá e poltronas Pierre Jeanneret revestidos de pele azul claro acinzentado


Obra de Bridget Riley nome poderoso da Op Art inglesa

Superfície modulada, obra de Lygia Clark, 1956. Bergamin & Gomide

Zone Riflesse, obra de Paolo Scheggi, 1964. Tornabuoni Arte


Mesa de centro, Jean Royère, circa 1939. Galerie Lefebvre


Buffet Cisco produzido em bronze, design Ingrid Donat, 2015, Carpenters Gallery

Mitchell Owens, Marc Jacobs, Anderson Cooper, Valentino, Steve Martin, Rodman Primack, Jaques Grange, Harrison Ford, Susan Sarandon, Leonardo Di Caprio, Luisa Strina, Ricardi Akagawa, Ena Verdi Caldeira and Lord Rollo conferiram de perto a TEFAF  NY SPRING 2017