Elefante Branco

   
O Salão dos Antiquários que vai até domingo no Jockey, me surpreendeu. Os dois vasos assinados Gallé acima, do fim dos anos 20, com elefantes, palmeiras, detalhes em chinoiserie e shape deco-oriental, são raríssimos! Foram produzidos apenas quatro vasos. Um deles está num museu no Japão, os dois da foto acima pertencem ao colecionador Marco Antonio Bruco e a quarta peça não se tem notícia. Os vasos apesar do mesmo tema, tem detalhes ímpares pois foram esculpidos por dois artesãos diferentes. O meu predileto é o da direita com coroa em fretwork ao redor da boca mas o vaso da esquerda é mais rico em detalhes como podem ver nas folhas das palmeiras. Um não desvaloriza o outro em absoluto. É mais uma curiosidade que somente peças executadas por verdadeiros artistas possuem. Amo elefantes! Agora estou perdidamente apaixonado quase sem fôlego por estes vasos de vidro âmbar esculpidos com tamanha perfeição. O móvel de madeira com marchetaria de marfim em motivo de fonte, é Émille-Jacques  Ruhlmann. Pas mal du tout!

   

Detalhe esculpido em fretwork ao redor da boca do vaso a direita

O vaso da esquerda é esculpido em nuvens ao redor da boca

  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *