Lina BoA ! 

 

Com almoço hoje na Casa de Vidro ( 1951) de Lina Bo Bardi, a Etel Interiores colocou no mercado 4 modelos de cadeiras criadas pela arquiteta milanesa. Os quitutes e comidinhas especiais servidos foram tirados dos livros de receitas e anotações de Lina Bo. Das peças reeditadas pela Etel,  minha predileta é a cadeira com bolas de metal dourado e couro atanado, fusão perfeita entre Italia e Brasil. Seguem fotos de detalhes da casa e das peças produzidas pela Etel Interiores. Todas super boas e Approved by Lord Rollo ! 

Lord Rollo chega a Casa de Vidro no mais autêntico estilo italiano mas o sapato é inglês 

Banqueta original da Casa de Vidro  

  

As cadeiras vintage da foto, agora são produzidas pela Etel e tem certificado do Instituto Lina Bo Bardi

Lissa Carmona responsável pelo projeto de reedição das peças, contou ao Site FR que a Poltrona Três Pés com estrutura de metal, assento e encosto de couro, foi inspirada no balanço das redes nordestinas. A cadeira acima é reeditada pela Etel Interiores

A Cadeira com Bola de latão é totalmente meu gosto. Cada peça reeditada pela Etel, é numerada e atestada pelo Instituto Lina Bo e P M Bardi

   

Detalhe do jardim de inverno

    

Detalhe do piso de pastilhas de vidro azul claro e tampo da mesa de jantar de mármore rajado de verde

  

Poltrona Bowl que faz parte dos interiores originais da Casa de Vidro assim como a poltrona da foto abaixo, de madeira e couro 

Poltrona de madeira e couro no closet da Casa de Vidro. 

 

Noughties

  

Noughties em Alta. Esta Tendência é detectada apenas por experts. No nosso site, as tendências mais encorpadas e relevantes são entregues a vc antes de qqualquer revista no Brasil publicar. Noughties é o período, são os anos ,  que tem o Zero antes do último dígito. Portanto são os anos entre 00 e 09 que formam a primeira década de um século. No auge desta tendência, está a fotografia, a pinttura cubista, o Fauvismo e o design produzidos entre 1900 e 1909 e 2000 e 2009 que refletm a atração por estes períodos e consolidam o desejo pelo gosto Noughthies. Acima, reconstrução do dormitório que Adolf Loos criou em sua casa em 1903. Quem não quer um quarto todo branco  como este para ter sonhos coloridos?  Branco é a união de todas as cores. Então para que fique mais claro, Noughties ( palavra derivada de nought, que significa zero em alguns países de língua inglesa) é o nome que se dá aos anos que começam com zero, o que mais precisamente é a primeira década do século. No século XX vai de 1900 a 1909 e no século XXI, de 2000 a 2009. Os exemplos iconográficos aqui no post, tem em comum o fato de terem sido criados entre 00 e 09 dos séculos 20 e 21. Pincei estas imagens não apenas pela relevancia de cada uma na época em que foram produzidas mas prinipalmente por atiçarem o desejo de consumo hoje , por serem referências para outras criações atuais como a obra cubista de Picasso que vem influenciado diversos projetos arquitetônicos, mobiliário e fotografias com efeito multifacetado. Estas influências surgiram na primeira década deste século e seguem na mente dos criadores ainda hoje. Outro exemplo interessante, é a foto que Chick Close fez de Kate Moss em 2005. A foto de Kate parece reproduzir o chiaro scuro do portrait de George Bernard Shaw clicado por Edward Steichen em 1907. A fotografia em geral da primeira década do século XX  está em alta no mercado, logo é possível afirmar que qqualquer foto da primeira metade do século XXI que transmita a mesma sensação da foto antiga, corrobora hoje para atiçar o desejo pelo que se produziu durante os anos noughties! Se pesquisarmos mais, encontraremos outros exemplos de criações que ocorreram entre 00 e 09, e que continuam a influenciar artistas diversos, arquitetos, designers e claro consumidores. 


Abaixo, exemplos das artes, arquiteura, design e moda produzidos de 00 a 09 nos séculos XX e XXI que continuam a inspirar todas as formas de arte hoje


   

Acima , A obra Cubista ” Les Demoiselles D’Avignon ” que Picasso pintou em 1907, influencia o design , a arquitetura de grandes nomes como Norman Foster e Daniel Libeskind e a arte de Fernando Velasquez reunidas na montagem das imagens abaixo

  George Bernard Shaw por Edward Steichen, London , 1907 
  

Kate Moss por Chuck Close, 2005

  A obra acima de 2008, de Chris Levine, 

 

Poltrona Cube de Josef Hoffman, crianda entre 1900 e 1909

  

Em 2005, a Chanel reeditou o modelo 2.55 da bolsa que Coco Chanel criou em 1955. Este modelo Reissue com o fecho retangular chamado lock Mademoiselle, é um marco na moda Noughties entre 2000 e 2009  e continua objeto de desejo assim como o modelo Classic Flap com o fecho em Cs entrelaçados criado no fim da década de 20

 

Self Portrait fauvista do artista Matisse pintado em 1906, antecipou a selfie mania que rola hoje. Através das selfies, todos viraram artistas, alguns talentosos, outros lamentosos

  
Par de cadeiras suecas, circa 1900. O mobiliário feito de chifres voltou a moda na primeira década deste século

    

Vaso cerâmico início 1900, representa o art nouveau desabrochando em art deco

  Flatiron Evening. A photo de Edward Steichen, 1905, continua a atravessar décadas transmitindo contemporaneidade

UAU ! 

 

URBAN ARMY  UNISEX : A camisa verde militar é o tiro certo da vez! Outro dia ouvi que me intitulo o mais chic. Engano! É o mundo que me dá este crédito com todos os distintivos. Pensando nisso, resolvi montar um look super cool para que todos digam UAU seja para o homem ou mulher. O look UAU é unisex e atual. A peça chave é a camisa verde militar. Use com calça preta ( num outro dia, troque pela calça khaki) e pronto ja está na fronteira do militar urbano antenado. Se vc tem coragem para enfrentar a batalha do estilo, adicione uma camiseta sailor listada de marinho e branco. Contra o vento ou ferimento, vai bem um lenço com micro bolinha, pode ter fundo preto ou verde musgo como o da foto. Para completar, use com mocassino preto ou tenis ( preto ou branco) e vá a luta. Incrementei com meus acessorios de croco black: carteira italiana, porta cartões da década de 40 e relógio vintage anos 40/50 que coleciono aos montes. A lapiseira fifties de bakelite e ouro é Parker. Os óculos com lentes retas são 800Eyewear. Um clássico Ray Ban aviador todo preto também acerta o alvo. Exércio, Marinha e Aeronáutica reunidos num único look bem afiado.  Sugiro borrifar Toilet Water a base de Vétiver encorpado com toque amadeirado para conquistar amigos e inimigos. O meu é de uma Pharmacia antiga e o nome da essência é escrito a mão na hora da compra, detalhe raríssimo com a industrialização pós guerra. Alistem-se no Site Fabriziorollo.com e ganhem um  batalhão de informação. 

  

    

 

 

   

  

Liberty

   

Novidade no mercado da decoração: A JRJ traz os   com exclusividade para o Brasil os tecidos Liberty, conhecidos pela pegada floral típica do Art Nouveau. Este movimento do fim do século 19 e começo do 20 , dominou a Europa neste período e ganhou nomes diferentes em cada país. No Reino Unido, após a inauguração da loja Liberty & Co. Em 1875,  criada por Sir Arthur Lasenby Liberty, o movimento Art Nouveau passou a ser chamado Stile Liberty. O convite para o lançamento da JRJ que acontece esta semana, é entregue em mãos por um soldado da Guarda Real! Parabéns a JRJ pela originalidade ! Approved by Lord Rollo. 

 

Délabré

 

Veludo é o único tecido que envelhece bem. Se for de qualidade, fica mais chic ainda com o efeito délabrée adquirido pelo uso. Escolher bons tecidos para decoração, é investimento e não custa nada perder um pouquinho de tempo para comprar o que é bom e não se acha em qualquer esquina. Acima Fauteuil de cabinet, sec 19/20, com veludo já gasto pelo uso. Abaixo, veludos fabulosos, todos novos mas com aparência délabrée. Nada mais chic que estes tons: cereja, acqua, ouro, menta, pomegranate, marron glacé, azul Paris, rouge de fer. Mais infos por email contato@fabriziorollo.com 

Pinte o Set ! 

   
 

Grandes decorações foram eternizadas por desenhos, watercolors, pintura a óleo ou até mesmo desenhos feitos no Ipad como adora David Hockney,  As aquarelas minuciosas de Alexandre Serebriakoff que trabalhou para todos os chics da Europa, parecem fotografias. As vezes dois ou três traços e já se tem idéia do décor com seu ilustre morador como gostavam de pintar Cecil Beaton ou Christian Bérard. Eternize os interiores com ilustrações, watercolors, óleos ou crayon como fizeram artistas detalhistas e de mão firme como Alexandre Serebriakoff que reproduziu os interiores mais importantes da sua época. Acima, sala íntima dos Windsor pintada por Serebriakoff. 

 

Wallis Simpson por Cecil Beaton

   

Chanel por Christian Bérard

 

  

Coco Chanel por Cecil Beaton

      Mais Cecil Beaton

 

  

O trabalho acima do artista Jeremiah Goodman  é fabuloso

 

   

Watercolor de Cecil Beaton   

Living Room de Elsie de Wolfe, do pintor americano Walter Gay

  
 

David Hockney

 

 

 Ipad Art por David Hockney

 

 

Watercolor de Serebriakoff que pintou o decor e o traje de todos os convidados do inesquecível Baile Oriental ( 1969 ) no Hotel Lambert, residência  do Barão e Baronesa de Rothschild na época

 

   

 Givenchy home pir Mark Hampton

 

 
 

Outro projeto ilustrado por Mark Hampton